Agosto 13, 2018
Compartilhar

Como construir uma estratégia de content marketing eficaz

 

Em meio à acirrada concorrência atual, todo profissional de marketing tem uma preocupação recorrente: gerar conteúdo impactante e engajador para contar a história da sua marca – uma história convincente. Estamos falando de marketing de conteúdo (ou content marketing, em inglês), ou seja, da arte de contar a história da sua marca para clientes existentes e potenciais. É o storytelling.

O marketing de conteúdo remonta a 1732, talvez antes ainda, quando Benjamin Franklin publicou pela primeira vez seu “Almanaque do Pobre Ricardo”, com a intenção de promover sua empresa gráfica. Hoje, em 2018, embora o conceito de marketing de conteúdo tenha mudado um pouco, são várias as maneiras de vender uma boa história.

De acordo com o Content Marketing Institute, 70% dos profissionais de marketing B2B e 86% dos profissionais de marketing B2C pesquisados utilizam marketing de conteúdo de alguma forma. Isso não é surpresa. Quando bem executada, uma estratégia de marketing de conteúdo pode aumentar o reconhecimento da marca, conquistar novos clientes, gerar receita e, o que é mais importante, garantir conversões, crescimento e a fidelização do cliente.

 

Por que você precisa de marketing de conteúdo

Examinamos como três empresas – Glossier, Harry’s e Away – construíram públicos fiéis e promoveram um crescimento explosivo com estratégias de conteúdo criativas e engajadoras. Os resultados fariam inveja a qualquer profissional do setor, mas, se você está começando, vale a pena seguir algumas dicas básicas.

Segundo a pesquisa compilada pela Coschedule (startup de SaaS norte-americana):

  • As empresas que publicam mais de 13 posts de blog por mês veem 4,2x mais tráfego do que aquelas que publicam de 0 a 4 posts por mês.
  • No Brasil, o Marketing de Conteúdo também possibilita uma geração de 2,2x mais visitas e 3,2x mais leads.
    https://inteligencia.rockcontent.com/pesquisa/content-trends/
  • O marketing de conteúdo custa 62% menos que o marketing tradicional.
  • 61% dos consumidores online nos EUA fizeram uma compra depois de lerem recomendações em um blog.
  • Em geral, os métodos de marketing de conteúdo convertem 6x mais consumidores do que outros métodos de marketing.

Veja como você pode começar hoje mesmo a implementar uma estratégia de marketing de conteúdo vencedora.

 

Começando com o Marketing de Conteúdo

1. Defina metas.

É vital saber quais são as suas metas, porque elas vão guiar as decisões que você e sua equipe vão tomar à medida que sua estratégia de marketing de conteúdo avançar. Por exemplo, uma meta comum é atrair pessoas para seu site ou blog e convertê-las em assinantes. Com os endereços de email da sua audiência em mãos, você pode construir relacionamentos com esse público que está claramente interessado no seu conteúdo e, espera-se, nos seus produtos.

O marketing de conteúdo também pode ser trabalhado para a conscientização de um problema global ou para promover um estilo de vida. E isso não se restringe especificamente ao produto da marca. A ideia é que o consumidor entenda a missão global da marca e sua motivação maior. Com isso em mente, ele pode se convencer dos benefícios da fidelização.

 

2. Conheça sua audiência. E converse com ela de maneira que ela entenda.

Uma estratégia de marketing de conteúdo bem-sucedida deve levar em conta dois aspectos: a audiência e a voz da sua marca. Por exemplo, para impactar consumidores mais jovens, convém alcançá-los através das redes sociais com linguagem incisiva e dinâmica.

Mas, se você quer atingir uma faixa etária mais velha, é preciso gerar conteúdo relevante que mostre autoridade no setor. Podemos ver isso com a Harry’s, uma empresa norte-americana que vende lâminas de barbear, mas também produz uma revista digital, com tudo sobre paternidade, estilo de vida e muito mais.

Algumas ferramentas, como o Google Analytics, podem ajudar você a mensurar o tipo de conteúdo que mais agrada à sua audiência e descobrir quem está lendo o quê, onde e quando. Identificando seu público-alvo, você poderá descobrir quais tópicos e formatos o conteúdo deverá ter.

 

3. Escolha seu arsenal de conteúdo.

Diferentes audiências preferem diferentes canais e diferentes tipos de conteúdo.

Blogs – como a revista digital da Harry’s – e email marketing (newsletters) normalmente fazem parte essencial de qualquer estratégia de marketing de conteúdo. No entanto, marcas inovadoras vão ainda mais longe, aproveitando todo o poder dos influenciadores no Instagram, lançando campanhas com realidade aumentada no Facebook Messenger, criando podcasts, editando revistas físicas, produzindo séries de vídeo e muito mais.

Quando você lançar sua estratégia de conteúdo, vale a pena focar primeiro em um ou dois canais principais e aumentar seu alcance posteriormente. À medida que sua audiência aumentar e seus esforços de marketing amadurecerem (e também sua equipe e seus recursos), você poderá até mesmo interagir com seus usuários e perguntar quais outros formatos de conteúdo eles curtem, como podcasts ou vídeo.

 

4. Promova seu conteúdo! E faça isso de maneira consistente.

OK, você já tem ótimas ideias para colocar em prática. Você já posta no seu blog três vezes por semana, tem planos para criar uma newsletter quinzenal e uma série de vídeo. Mas, como ter certeza de que as pessoas estão consumindo o seu conteúdo? O conteúdo pode ser genial, mas, se ninguém vê, de que adianta o esforço?

O email marketing é um dos formatos mais importantes de distribuição de conteúdo. Todo profissional de marketing deve começar a criar listas de endereços de email o mais rápido possível e planejar como usá-las.

Primeiro, será preciso ter um provedor de serviços de email, como Mailchimp, Campaign Monitor ou ConvertKit, que permita a você criar e manter sua lista de assinantes, enviar emails e ver análises detalhadas sobre a performance das suas campanhas.

Enquanto você cria essa lista, você pode promover seu conteúdo nas redes sociais (pago ou gratuito) e por email marketing, que você pode usar para reunir todo o seu conteúdo e colocá-lo na frente da sua audiência.

Outra importante tática é assegurar-se de que as pessoas encontrem seu conteúdo através de pesquisa orgânica. Isso envolve a pesquisa de palavras-chave e também a técnica de SEO, para ter certeza de que seu conteúdo se autopromova, mas ainda assim seja relevante. A intenção não é simplesmente usar palavras-chave para subir no ranking, mas otimizar seu site ou página na web para o público encontrar você. Nesse ponto, o conteúdo evergreen (ou conteúdo perene) merece máxima atenção. Ele ancora outros conteúdos no seu blog e representa a essência dos valores da sua marca e da sua estratégia de marketing.

Por último, defina um calendário editorial. Quando você começar, certifique-se de que seu conteúdo está comprometido com algo que você e sua equipe possam lidar e manter. Pode ser um post uma vez por semana ou dois posts por mês, ou simplesmente um email marketing poderoso a cada trimestre. O importante é trabalhar de maneira consistente, dentro do prazo estabelecido.

Conteúdo atualizado e constante, com consistência e altíssima qualidade, conta muitos pontos para a sua marca.

 

Conteúdo pronto para ir ao ar

Criar uma estratégia de conteúdo que desperte o interesse e cative o consumidor não é tarefa fácil, mas, se executada tendo em mente suas metas de curto e longo prazo, certamente compensa. Se você se sente muito pressionado, lembre-se que todo esse esforço é porque você quer se diferenciar em meio à concorrência e ao turbilhão de conteúdos na internet. Você está compartilhando a história da sua marca, que merece ser ouvida. As dicas aqui são apenas o pontapé inicial para você gerar conteúdo que estimule o consumidor a ter uma experiência engajadora com a sua marca. Portanto, use todo o seu talento de storyteller.

Para saber mais como impactar a próxima geração de consumidores influentes, a Geração Z, clique no botão abaixo!