História da Criteo

 

“Eu prevejo ótimas vendas online no Brasil”.

Essas devem ter sido as palavras que o francês Thibaud Lecuyer, os alemães Malte Huffmann e Malte Horeyseck, e o brasileiro radicado na Europa Philipp Povel usaram para convencer a Rock Internet, um grande fundo mundial de investimentos em iniciativas online, a apostar em um varejo online de calçados no Brasil. A ideia era inaugurar no país um modelo de negócios similar à da Zappos, um varejo online que se consolidava na Europa.

Com isso, numa manhã escaldante de janeiro de 2011, num escritório de 20 metros quadrados, esses pioneiros e mais a Rocket Internet iniciaram as operações da Dafiti. Três meses depois, com o portfólio de produtos montado, chegou a hora de promover as ofertas. A Rocket, que já havia trabalhado com a Criteo na Europa, resolveu chamar seus especialistas para serem responsáveis pelo crescimento da Dafiti durante seus primeiros passos.

Três meses depois, em março, três mágicos do marketing online foram recrutados para dar o pontapé inicial na operação da Criteo Brasil: Alessander Firmino, Franziska Ferraz e Laurie Di Francesco foram os primeiros. Os resultados alcançados por essas feras foram tão bons que, seis meses depois, Tiago Cardoso, Caroline Mayer e Clevis Villani se juntaram ao time. E que time! Bastava um olhar para o outro e a conexão estava feita, um alinhamento total, parecia que previam o que o outro estava pensando.

Prever e predizer estão no DNA da Criteo. O próprio significado da palavra remonta os tempos da Grécia clássica e quer dizer exatamente isso: “Eu prevejo”. Predizer comportamento de compra online ainda era uma meta inalcançável no marketing online da época. Quando os resultados da Dafiti começaram a aparecer, outras empresas de varejo online ficaram curiosas para saber sobre a Criteo, todas elas interessadas em usufruir dos diferenciais de escala, performance e automação de gerenciamento de campanhas que nenhuma ninguém ainda oferecia naquele longínquo ano de 2011.

Assim, o portfólio de clientes da Criteo cresceu passando a atender também a Netshoes, o Mercado Livre, a Centauro e as Lojas Marisa. Em comparação àquelas 5 empresas atendidas em 2011, hoje a Criteo atua com parcerias que ajudam a levar seus serviços para mais de 14.000 empresa por todo o Brasil, mesmo abrindo mão de trabalhar em alguns segmentos altamente lucrativos, porém duvidosos como marketing político, por exemplo.

Mas se engana quem acha que o diferencial da Criteo é apenas a garantia de excelente performance em campanhas online ou aumento de receitas de vendas. Levamos muito a sério o relacionamento com nossos clientes e o ambiente de trabalho de nossos funcionários. Desde aquele dia de janeiro de 2011, naquele apartamento de 20 metros quadrados, até hoje a Criteo implementou com sucesso no Brasil sua forma despojada, informal e próxima de atender e entender seus clientes e parceiros.

Por isso, quem chega, fica, faz amizades e trabalha com a sensação de estar fazendo a diferença. Os clientes que vão, voltam, pois sabem que o serviço prestado vai além dos números e algoritmos. Quem nunca previu que algo bom ia acontecer depois de uma boa conversa?

Essa é a nossa história e você também pode fazer parte dela. Entre em contato com a gente e teremos o maior prazer em mostrar o que podemos oferecer para a sua empresa. Não é por nada não, mas prevemos ótimos resultados para você também. Afinal, é o que está no nosso DNA!

Manoella Fidalgo

Manoella mudou para São Paulo para fazer uma pós-graduação e nunca mais saiu. Além de escrever para o blog da Criteo Brasil, ela é responsável pelo Marketing da área de Mid-Market Sales na América Latina. Para relaxar, faz aulas de yoga, surfa e joga tênis.