Março 15, 2018
Compartilhar

Machine Learning: dicas rápidas para profissionais de marketing

 

Está sem tempo de ler nosso e-book completo sobre machine learning? Não se preocupe. Preparamos uma versão resumida.

O que é machine learning?

O machine learning (ML) é uma forma de inteligência artificial (IA) que permite ao computador aprender sem programação explícita. Em vez de dizer ao computador tudo o que ele precisa saber para executar uma tarefa, o ML pode capacitá-lo a “pensar por si próprio”. Quanto mais dados o computador processar, mais ele aprenderá e mais inteligente ficará, melhorando sua precisão e sua capacidade de realizar tarefas.

Como isso funciona?

O machine learning é movido por uma tecnologia, chamada deep learning (aprendizado profundo). O deep learning é inspirado pela estrutura do cérebro humano e usa as redes neurais artificiais para processar dados de maneira similar aos neurônios em nossos cérebros. A rede neural processa uma grande quantidade de dados a fim de “treinar” o sistema para classificar os dados com precisão. Os supercomputadores de hoje e a ascensão do Big Data têm ajudado a desenvolver cada vez mais o deep learning e, consequentemente, os avanços em machine learning.

(Saiba mais: Glossário de Machine Learning: tudo o que você precisa saber para ser um expert)

Por que você deve prestar atenção?

O machine learning está por trás de diversas tecnologias que usamos hoje, incluindo os mecanismos de busca online, o processamento de linguagem natural (usado, por exemplo, pelas assistentes virtuais Alexa, da Amazon, e Siri, da Apple), o marketing personalizado, as recomendações do Netflix e muito mais. Há também importantes inovações no setor automotivo (como os veículos autônomos) e pesquisas contínuas para o desenvolvimento de robôs com inteligência artificial completa. Não há dúvidas de que o ML e seu impacto em nossas vidas continuará a crescer conforme a tecnologia avança.

O que esperar do futuro?

À medida que o ML e a automação assumirem cada vez mais tarefas rotineiras e analíticas, o ser humano precisará redefinir suas funções, com foco em áreas em que somos superiores às máquinas: criatividade, empatia e paixão. A IA deixará mais tempo livre para pensarmos grande e sermos criativos. Muitos dizem que a IA vai ajudar o ser humano a resolver enormes desafios, como a cura do câncer e a mudança climática. Em suma: tudo vai ficar bem. Talvez até melhor do que antes.

Para ler este documento em PDF, clique aqui. Está com tempo? Confira também nosso Guia do Profissional de Marketing sobre Machine Learning.