Fevereiro 12, 2019
Compartilhar

Marketing para o Setor de Saúde e Beleza: 4 táticas para arrasar em 2019

 

Loções, cremes, perfumes e muito mais. O setor de saúde e beleza trabalha com produtos que usamos todos os dias e que merecem atenção redobrada. Itens básicos e de luxo, de todos os preços, para todas as idades. Marcas e varejistas sabem como ninguém mimar seus consumidores. O setor está cada vez mais sedutor e apresenta oportunidades fantásticas.

Segundo a Orbis Research, o mercado global de cosméticos foi avaliado em US$ 532,43 bilhões em 2017, com expectativa que atinja US$ 805,61 bilhões até 2023, uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 7,14% de 2018 a 2023. Se você trabalha nesse mercado, eis uma oportunidade única. Mas é preciso estar preparado para os desafios que vêm por aí.

Guia de Marketing para o Setor de Saúde e Beleza

Criamos o Guia de Marketing para o Setor de Saúde e Beleza para otimizar suas estratégias de publicidade. Nesta leitura rápida e interativa, mostramos as tendências, pesquisas e também dicas para você fazer suas campanhas brilharem.

 

Confira algumas dicas valiosas que estão no guia:

1. Organize sua estratégia nas redes sociais.

Facebook e Instagram são plataformas fundamentais para o setor de saúde e beleza. Essas redes sociais movimentam uma quantidade infinita de consumidores, onde todo mundo está de olho em tudo, quer saber de tudo e compartilhar tudo. Feeds de influenciadores e marcas recebem milhões de cliques dia e noite.

A Glossier, por exemplo, vem postando conteúdos incríveis — inclusive gerados pelos próprios usuários nos canais sociais da marca. Seu número de seguidores fiéis só aumenta, especialmente entre os millennials e a geração Z.

É por isso que o retargeting para redes sociais pode ser excelente para impulsionar suas vendas ajudando a reengajar consumidores entendidos, mas indecisos. Você também pode reengajar clientes inativos ou aqueles que sempre visitam seu site, mas ainda não converteram.

health & beauty marketing strategies
Instantâneo de feed do Instagram da Sephora.

O retargeting dinâmico pode dar um novo gás às suas campanhas. Com cerca de 1 bilhão de usuários ativos por mês (Instagram) e 2,23 bilhões de usuários ativos mensalmente (Facebook), as duas plataformas são extremamente valiosas para campanhas de retargeting. Reengaje consumidores que têm maior probabilidade de comprar seus produtos mostrando anúncios personalizados e veja um aumento nas vendas de 12% ou mais.

2. Use o retargeting para vídeo para trazer os consumidores de volta.

O retargeting para vídeo é uma estratégia que você não pode ignorar. Os consumidores passam um terço do próprio tempo online assistindo a conteúdo em vídeo. Em particular, a geração Z vê mais conteúdo em streaming do que qualquer outro grupo etário (em média, 23 horas por semana). Isso significa quase um dia inteiro no período de uma semana.

Com a crescente popularidade dessa plataforma em todos os dispositivos, a publicidade em vídeo vem aumentando 40% ano a ano. A Cisco prevê que, daqui a dois anos, mais de 80% do tráfego online será de vídeos.

O toque de midas deste vídeo da Glossier no YouTube é um call-to-action (CTA) que leva os espectadores diretamente para a página do produto Wowder para obter mais informações e ter a chance de comprar.

O Criteo Dynamic Retargeting gera anúncios de 20 segundos em vídeo, com introdução e fechamento, recomendações de produtos relevantes do seu próprio catálogo e música de fundo – tudo em tempo real e com um poder de escala que só a Criteo pode oferecer.

Os resultados falam por si só. Veja como varejistas do setor de saúde e beleza aumentaram as conversões de carrinhos abandonados, o tempo que o consumidor passa no site e as taxas de conversão entre dispositivos.

3. Capriche na experiência mobile.

Como mostra nossa Análise do E-commerce no Mundo, o uso de apps para compras online vem crescendo com muita rapidez. Nossa pesquisa mais recente revela que as transações mobile (web mobile + app) representam 65% de todas as transações e que houve um aumento de 30% em relação ao ano anterior no mundo inteiro.

Design responsivo, imagens que permitem leitura na tela do smartphone, carrinhos que se mantêm entre dispositivos e capacidade de acessar contas online nas caixas de lojas físicas estão se tornando a norma. Para atender às expectativas dos consumidores, sua presença mobile precisa ser otimizada para capturar todas as oportunidades.

health & beauty marketing strategies

 

Com o Criteo App Retargeting, você pode anunciar seus aplicativos dentro dos apps mais utilizados (inclusive nas redes sociais), facilitando ao máximo para os consumidores concluírem as compras.

4. Ative os dados para personalizar o conteúdo.

Você precisa estar presente — nos apps, nos vídeos, nas redes sociais, nos navegadores mobile — para ativar a maior quantidade possível de dados. Só assim poderá oferecer conteúdo que seja a cara do cliente.

Veja o exemplo da L’Oréal — cujas subsidiárias incluem Lancôme, Urban Decay, Essie, NYX, Redken, Kiehl’s, Biotherm e Garnier. Líder da categoria, a marca usa dados para personalizar todas as formas de se conectar aos consumidores, a qualquer hora, em qualquer lugar.

Com o Criteo Shopper Graph, você aproveita três conjuntos de dados para ter uma visão mais completa da jornada do consumidor, o que ajuda a impactar cada usuário com base em fatores como dados de navegação, histórico de compras e muito mais.

Para ter uma marca impecável no mundo virtual, use dados como base.

Já sabemos que o omnichannel veio para ficar e que uma estratégia conectada de marketing online e offline é o novo must-have. Os consumidores estão afogados em conteúdo, por isso a oportunidade de eliminar o ruído digital com publicidade personalizada em diferentes canais é ilimitada.

health & beauty marketing strategies

As empresas que querem vencer terão uma abordagem em comum: elas usarão dados para criar experiências personalizadas em todos os pontos da jornada do consumidor — nas redes sociais, no app, na web e na loja física.