Fevereiro 15, 2018
Compartilhar

Seis estratégias do Facebook para marcas de Moda e Beleza

 

Em 2014, um estudo da Universidade de Princeton previu que o Facebook perderia 80% dos usuários até 2017. Mas, em vez de cair, a base de usuários da plataforma teve um crescimento estável e agora atinge mais de 2 bilhões de pessoas – fazendo dele o maior app social de todos os tempos. O mercado é dinâmico.

Estamos no início de 2018 e o impacto do Facebook continua forte. Na vertical de Moda e Beleza, os números também são surpreendentes. Segundo uma pesquisa do Facebook IQ, 40% dos usuários do Facebook disseram que usaram a plataforma para inspirações fashion nos últimos três meses; três a cada cinco pessoas admitiram que sentiram vontade de consumir algum item de moda que não planejavam comprar.

Nosso recente relatório The Shopper Story respalda esses dados: 70% dos entrevistados disseram que, com maior ou menor frequência, compram produtos de moda por impulso online.

Isso é para mostrarmos o que as marcas de Moda e Beleza têm a ganhar com uma página do Facebook bem gerenciada. A maioria dos varejistas já entende e sabe lidar com o básico, como atualizações sobre vendas, previews, avaliações sobre itens, concursos e, claro, a possibilidade de comprar sem sair do Facebook. No entanto, como você pode ir além? Veja a seguir seis estratégias para você experimentar:

1. Faça lives.

Os vídeos impactam. Mas você pode fazer toda a diferença com transmissões ao vivo. Lives do Facebook são uma excelente ferramenta para mostrar bastidores de desfiles de moda ou entrevistas com celebridades. Confira este exemplo de live do Glossier.

2. Poste vídeos com tecnologia shoppable.

Se você pretende fazer um vídeo, considere incluir tecnologia shoppable (conhecida também como interativa ou de e-commerce). Nesse tipo de mídia, os espectadores clicam nos prompts na tela, salvando itens para ver mais tarde ou acessando diretamente um link para comprar o produto. O vídeo de Natal da Kate Spade de 2017 é um exemplo divertido.

3. Faça amizade com os influenciadores.

Segundo a pesquisa do Facebook IQ, 52% dos consumidores de produtos de beleza se dizem influenciados por especialistas da área que aparecem nas mídias sociais. Por isso, não importa o tamanho nem o apelo da marca: ligar-se a influenciadores do mundo fashion é sempre uma jogada inteligente. Você ficará exposto ao enorme séquito desse pessoal e terá novas fontes de conteúdo para explorar.

4. Crie engajamento com grupos de fãs e outros grupos com tema de beleza e/ou moda.

Se você tiver um (ou vários!) grupo de fãs no Facebook, dedique tempo e atenção a eles. Mostre aos mais fiéis que você se importa. Assim, você terá sua recompensa na forma de novas compras e do boca a boca. O mesmo vale para grupos fashion mais gerais – encontre um ou dois mais adequados à sua marca e participe das conversas de vez em quando.

5. Adicione um chatbot.

No Messenger, você pode usar um chatbot para lidar com diversas tarefas, como responder perguntas de atendimento ao cliente, dar dicas de beleza personalizadas ou fazer seleções de produtos, como o serviço de localizador de presentes da Burberry. Os chatbots são cada vez mais usados, para diferentes aplicações: provadores virtuais, localizador de tom de batom, rotinas personalizadas de cuidado com a pele e reservas de horário para consultoria em lojas.

6. Mostre anúncios dinâmicos no Facebook.

Se alguém abandonou um carrinho de compras no seu site, são grandes as chances de você impactar essa pessoa novamente no Facebook em algum momento. Lembra daquela estatística de mais de dois bilhões de usuários? O retargeting de anúncios dinâmicos combina intenção de compra com personalização, gerando anúncios para impulsionar o ROI. Anunciantes que usaram a solução da Criteo para anúncios dinâmicos do Facebook viram um aumento médio de cerca de 16% nas vendas.
Utilizando uma ou mais dessas estratégias, você fará da sua página do Facebook uma verdadeira máquina de vendas em 2018.
Falando em máquinas, você sabia que o machine learning é a principal força por trás das tecnologias de chatbot e retargeting dinâmico? Para saber mais detalhes e como isso afeta o mundo do marketing e outros cenários, confira nosso eBook Guia do Profissional de Marketing para Machine Learning.
Precisa de uma reciclagem sobre retargeting? Confira nosso eBook sobre retargeting.