Como aumentar as vendas da loja física no Natal

 

Você montou estoque, contratou funcionários extras, caprichou na vitrine. Promoções sazonais foram pensadas estrategicamente, emails de divulgação estão prontos para envio e posts nas redes sociais já foram programados.

Mas há um detalhe crucial para alavancar suas vendas offline nos últimos meses do ano:

Impactar clientes de lojas físicas com uma campanha digital.

Quando se ouve “publicidade digital”, pensa-se em “e-commerce”, mas este não é o único canal para anúncios digitais. O problema é que 53% do público-alvo dos anunciantes são consumidores apenas offline, que não podem ser alcançados online com uma campanha digital. Essa audiência é, essencialmente, invisível.


Janela de lookback de 30 dias. Dados da Criteo de 42 varejistas no mundo inteiro.

Neste Natal, você pode fazer algo mais para mudar o jogo.

Existem soluções de conversão em loja que podem analisar seus dados de clientes offline e compará-los com uma base de dados de consumidores ativos online para conectar os pontos e encontrar combinações. Cada combinação mostra a atividade online e offline para uma visão mais completa da jornada de cada consumidor.

Com isso, você pode mostrar na web anúncios display personalizados aos seus clientes de lojas físicas. Cada anúncio incluirá os produtos, as informações e as mensagens específicas da loja que terão maior probabilidade de trazê-los até você para fazer uma compra. As melhores soluções podem atribuir compras offline a visualizações ou cliques em anúncios. Assim, você pode ver como suas campanhas digitais estão se saindo.

Digamos que Joaquim tenha comprado louças na sua loja física há um mês. Com a ajuda do seu parceiro de adtech, o ID anônimo do cliente é combinado com um ID online. Dessa forma, você pode ver que esse consumidor esteve pesquisando taças de vinho na internet nos últimos dias. Sabendo disso, você pode mostrar ao Joaquim um anúncio com um desconto para taças de vinho, além de outras sugestões de utensílios de cozinha e o endereço da loja em que ele fez a última compra. Joaquim gosta do que vê e está perto da loja. Logo, ele vai até lá e compra as taças, e também uma bela travessa.

Timing é tudo

Não espere até o final de novembro para rodar uma campanha como essa. Uma pesquisa da Deloitte, de 2018, mostrou que as pessoas que compraram em outubro gastaram 39% a mais nas compras de Natal em geral. Portanto, quanto mais cedo você levar os clientes de volta para a sua loja, maior será o seu potencial de vendas do quarto trimestre. Este é o momento de atrair seus clientes recentes de volta para que comecem a comprar os primeiros presentes. É o momento também de reengajar consumidores inativos com ofertas imperdíveis.

Além de antecipar-se, planeje-se para elevar seu budget de marketing 1-2 semanas antes do Natal. Nossos dados de varejistas que possuem lojas online e offline mostraram que as vendas nas lojas físicas responderam por um share cada vez maior de todas as transações do varejo na semana que precede o Natal. Consumidores preocupados com itens online que não chegam a tempo voam para as lojas, em vez de deixarem os presentes para o último instante. Assim, esta é a hora de usar anúncios personalizados para atrair seu público.

Omnichannel: acelere suas vendas o ano todo

Uma campanha omnichannel verdadeira como esta, em que você conecta jornadas online e offline para obter insights valiosos sobre consumidores, é estrategicamente voltada para alavancar sua receita durante a alta temporada de compras. Mas os dividendos continuarão o ano todo, graças à experiência otimizada que você poderá oferecer ao consumidor e às novas audiências online que poderão ser impactadas. De fato, vimos anunciantes que adotaram a abordagem omnichannel alcançarem um aumento percentual de dois dígitos na receita em todos os canais de vendas. É como se fosse eternamente Natal.